10 Coisas que você precisa saber para trabalhar na Austrália

IMAG0329

Nem sempre é fácil ficar à par de todos os direitos (e deveres) trabalhista quando estamos em um outros país. Por isso BRaustralia compilou uma lista de 10 itens básicos que você têm que ter em mente na hora de procurar ou aceitar um trabalho na Austrália.

 

1. trabalho Full Time, Part Time e Casual na Austrália

Pode parecer mas não é a mesma coisa.
No Full Time, ou trabalho tempo integral, as relações de trabalho são permanentes, em média, cerca de 38 horas por semana. As horas trabalhadas são previamente acordados, através de contratos anuais, especificando a direitos e deveres de empregados e trabalhadores.
No Part time as relações são similares a do full time, entatanto o período trabalhado são inferiores a 38 horas por semana,  as relações de trabalho são  regulares, com contratos prévios especificando, horas de trabalho pré-determinados, direito a receber, como em feriados, licença por doença, entre outros benefícios.

Já no Casual, normalmente as relações de trabalho são mais informais, podendo haver variações nos dias e horas de trabalho, sendo comum aviso sobre troca de shifts dias (as vezes horas) antes de iniciar o trabalho.

Para mais informações clique no link

 

2. Documentação e Impostos na Austrália

Para trabalhar legalmente na Australia toda pessoa precisa de um TFN (Tax File Number), espécie de CPF australiano.
Mas não se preocupe, o processo não é complicado, e não costuma demorar. Dependendo da modalidade do trabalho exercido também será necessário recolher impostos como Superannuation, impostos arrecadados para a aposentadoria, que podem ser devolvidos quando o trabalhador deixar o país de forma definitiva. Além do Tax Return, o imposto de renda de pessoa física australiano.
Para mais informações clique no link
Para solicitar tradução de documentos, Português > Inglês NAATI (National Accreditation Authority for Translators and Interpreters). 
CLIQUE AQUI

 

3. Salários na Austrália

Segundo ranking publicado pela Revista Exame, a Austrália possui o maior salário mínimo do mundo.
De acordo com o levantamento, o valor por hora do mínimo australiano é de A$17.29 (aprox. R$50).
Mesmo assim sempre surge a dúvida sobre quanto o quanto se paga para uma determinada profissão.
Pensando nisso o payscale.com, site especializado em remuneração, oferece uma ferramenta de busca muito boa para quem deseja se informar, ou mesmo procura saber o valor do seu salário de uma profissão específica num outro país.
Para mais informaçãoes clique no link

 

4. Condições de Trabalho na Austrália

Todos os trabalhadores têm direito a remuneração e as condições mínimas de conforto e segurança, além de direitos básicos e proteção, coberta por leis federais e estaduais.
Qualquer discriminação é ilegal seja por raça, cor, sexo, orientação sexual, idade, deficiência física ou mental, estado civil, gravidez, religião, opiniões políticas, filiação ou não filiação a um sindicato, ascendência nacional ou origem social.
No entanto é sempre aconcelhável buscar o máximo de informação sobre a empresa antes de começar a trabalha.
Busque conheça os seus direitos, deveres e responsabilidades no local de trabalho.

Para mais informaçãoes clique no link

 

5. Assistência Trabalhista em Português na Austrália

Caso você precise de assistência sobre algum assunto específico o Governo Federal Australiano disponibiliza um canal em português  para ajudá-lo a entender os seus direitos e obrigações no local de trabalho.

Se necessitar de um intérprete:

  • telefone para o Serviço de Tradução e Intérpretes (TIS) através do 131 450 pelo custo de uma chamada local
  • informe o/a telefonista do TIS que língua
  • peça à/ao telefonista do TIS para telefonar para a Fair Work Infoline através do 13 13 94.

Para mais informaçãoes clique no link

 

 

6. Pretação de Serviços na Austrália

Pouca gente sabe, mas estudantes internacionais, também podem ser prestadores de serviço (por até 20 horas por semana).
Se você está interessado em começar um negócio ou prestar algum serviço você terá que abrir uma empresa registrando o seu ABN (Australian Business Number) e pagar impostos, como o GST, além de fazer declaração de imposto de renda.
Para mais informações clique no link

 

7. Trabalho surante o intercâmbio na Austrália

Alguns vistos, como o de Estudante, permitem que o seus portadores exerçam função remunerada, por até 40 horas por quinzena. Se você deseja trabalhar enquanto você estuda esse visto é ideal para você, pois além de ajudá-lo a ganhar algum dinheiro enquanto aprende ou desenvolver o idioma, a experiência de trabalho em outro país pode ajudar a enriquecer o seu currículo.
Mesmo se você ainda não domine o idioma, é muito comum estudantes com nível intermediário de inglês exercerem funções nas áreas de hospitalidade; auxiliando na cozinha de restaurantes, em limpeza, entregas, entre outras profissões, e os salários nestas áreas costumam variar entre 14 a AU$ 21 uma hora.


8. Custo de vida na Austrália

Antes de aceitar uma oferta de emprego considere o fatores como:
• Distância que você terá que percorrer
• Custos do deslocamento, refeições, etc.
• Se haverá gastos com uniforme ou roupas de trabalho especiais
• Caso seja estudante, se este trabalho irá afetar o seu desempenho acadêmico?

 

9. Estágio durante o intercâmbio na Austrália

Se você for estudante de curso técnico, graduação ou pós o estágio pode uma boa opção. Além de ajudá-lo a fazer conexões e adquirir  experiência na área de trabalho também amplia muito a sua experiência e aumentar as suas chances para um futuro emprego na Austrália ou no seu país de origem.
Alguns cursos exigem o estágio por um período de tempo determinado dando créditos no curso.
Para mais informações sobre estágio visite:
www.graduateopportunities.com
www.unigrad.com.au

 

10. Onde procurar emprego na Austrália

(Clique no link e veja matéria sobre o tema)
Para obter mais informações sobre as relações de trabalho na Austrália visite www.fairwork.com

 


Dúvidas, dicas, perguntas ou sugestões?
Favor, deixar comentário

There are 3 comments

  1. BRaustralia

    Olá Carlos, primeiramente muito obrigado por entrar em contato. Todas as informações contidas neste artigo foram retiradas do site do OTA (australian Tax office) e Fair Work Australia, e foram aualizadas no momento da publicação, em Maio de 2016. Não conseguimos encontrar os “erros” que você menciona nas fontes oficiais. De qualquer forma agradecemos o seu feedback

Deixe uma resposta