Como falar português me deu a chance de trabalhar na minha profissão na Austrália

 

Desygner Office(1)

A Austrália é um país igualitário, e quem chega aqui logo percebe que não há distinção entre quem tem um office job (em escritório) ou trabalha de cleaner (área da limpeza).

De fato, a maioria dos estudantes que vem para cá trabalham como garçom, camareiro, ajudante de cozinha ou lavador de pratos. Isso porque muitos chegam sem a fluência necessária que um emprego em uma área de atuação especializada exigiria, ou mesmo porque por ser um país turístico, a área de hospitality (bares, restaurantes e hotelaria) oferece muitas vagas.

 

Comigo não foi diferente, mesmo tendo uma base no idioma, a insegurança e a falta de fluência me levaram a empregos de garçonete e de camareira. Porém a minha aspiração sempre foi trabalhar no meu ramo de atuação, como publicitária, no exterior.

Eu sabia que essa experiência além de me ajudar a aprimorar no inglês, também acrescentaria muito à minha carreira tanto no quesito de troca de conhecimento, de entender como funciona uma empresa em outro país, como em aprender novas práticas que eu poderei aplicá-las quando eu voltar para o Brasil.

Após quase cinco meses na Austrália, eu decidi procurar vagas em empresas que tivessem interesse no mercado brasileiro. Foi aí que eu encontrei a startup Desygner, que estava procurando justamente alguém da área de marketing, que falasse português. Mandei meu currículo, fiz a entrevista e passei!

A Desygner desenvolve aplicativos de comunicação visual online e diversos templates prontos, que inclusive ajuda muito quem está chegando e quer fazer um currículo no estilo australiano. A startup vem conquistando muitos brasileiros, que buscam driblar a crise econômica no país e estão tendo de se adaptar ao dinamismo da criação de conteúdo visual.

Eu trabalho na área de marketing, num ambiente multi-cultural, lado à lado com pessoas de várias partes do mundo como França, Espanha, Argentina, Rússia, China Inglaterra, Índia e Austrália, onde tenho a oportunidade de desenvolver meu inglês e minha carreira e por experiência própria aprendi que sim é possível conseguir emprego na área!

Se você não tem inglês avançado, uma opção é procurar empresas que precisam do português. E isso não vale só para o idioma, aprendi aqui na Austrália que se você têm alguma habilidade ou conhecimento especial essa é a hora e o lugar de usá-los, ou seja, buscar não somente pelo que precisamos, mas também por quem precisa do que você tem a oferecer.

Suellen é publicitária, intercambista e moradora da cidade de Gold Coast, Austrália.

megaphoneCONTE VOCÊ TAMBÉM A SUA HISTÓRIA NO BRAUSTRALIA
Basta enviar e-mail para: info@braustralia.com

There are 12 comments

  1. Suellen

    Olá milenagilberti, eu fiz a busca em sites como gumtree, seek e LinkedIn. O meu job eu achei no gumtree e mas fazia buscas no google também de empresas australianas que ofereciam serviços em português e entrava no site e nas redes sociais dessas empresas para conferir se tinham oportunidades ou contato para enviar currículo.

  2. Romulo

    Olá, ótima matéria. Qdo a empresa te contratou vc estava com visto de estudante? O limite permitido de trabalho no visto de estudante foi um problema? Obrigado

  3. Suellen

    Oi Romulo, sim o meu visto ainda é de estudante, eu trabalho as 20 horas permitidas pela lei. Isso é algo que devemos deixar bem claro, a maioria dos intercambistas já coloca no currículo o tipo de visto até para evitar perder tempo já que algumas empresas não contratam estudantes, assim quem for te contratar já sabe das suas condições.

  4. Jorge

    Creio que seja uma raríssima exceção esse seu caso. Já que seria 0.1% dos empregos oferecidos aí. O que deve ter mais é emprego de tradutor, professor de português, etc.. Startups que pedem algo em português são raras.

  5. Paulo

    Oi Suellen, não falo ingles e não conheço ninguem ai, dentro deste contexto ha alguma esperança pra mim.

  6. Paulo

    Oi Suellen, não falo ingles e não conheço ninguem ai, neste contexto ha alguma esperança para mim.

  7. Suellen Dantas

    Sempre há esperança meu caro, aqui na entrada no escritório que eu trabalho tem uma frase que diz: “Dont ever be afraid to dream to big, nothing is impossible if you believe in yourself you can achieve it.
    Eu também não conhecia ninguém, vim sozinha, claro que você precisa de algum inglês, então se dedica ao máximo e tenta, o não você já tem. Good Luck 😉

  8. Suellen Dantas

    Com certeza Jorge infelizmente não vai acontecer para todos os brasileiros que estão na Australia, mas dá para tentar fazer parte desse 0.1% aí!! 😉

Deixe uma resposta