Tudo o que precisa saber sobre o Visto de Working Holiday na Austrália

Working Holiday na Australia

Working Holiday na Austrália

Se você possui passaporte italiano, espanol, português, japonês (além de outras nacionalidades) conheça o Visto deWorking Holiday da Austrália, que apesar de ser um super simples de ser solicitado, ainda é pouco conhecido pelos brasileiros.

Todos sabemos que o Brasil é um país multicultural formado por imigrantes de todas as partes do mundo, e muitos brasileiros, com dupla ou mesmo tripla nacionalidade podem se beneficiar do Visto de Working Holiday australiano, que permite trabalhar temporariamente na terra dos cangurus enquanto você viaja pelo país!

Caso você também tenha passporte de outro país, além do brasileiro, descubra todas as vantagens deste visto e saiba como candidatar ao Working Holiday na terra dos cangurus.

Quem pode tirar o Working Holiday Visa australiano

O Visto é destinado à jovens entre 18 e 30 anos (a imigração está considerando mudar para 35 anos, porém ainda não há nada definido), o Working Holiday Visa dá direito aos seus aplicantes de ficarem por um ano na Austrália, trabalhar em tempo integral (facilitando a vida de quem busca um patrocinador para algum outro visto), curtir o melhor que esse lindo país tem a oferecer e ainda ter a possibilidade de aplicar para um segundo visto. Bom demais não é?

 

Países que podem solicitar Visto de Working Holiday

Infelizmente não é todo brasileiro que pode tirar esse visto, apenas os que têm dupla cidadania desses países:

Categoria 417: Alemanha, Bélgica, Canadá, Cipre, Coréia, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Holanda, Hong Kong, Irlanda, Itália, Japão, Malta, Noruega, Suécia, Taiwan e Reino Unido.

Categoria 462: Argentina, Bangladesh, Chile, China, Hungria, Indonésia, Israel, Luxemburgo, Malásia, Polônia, Portugal, São Marinho, Singapura, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Tailândia, Turquia, Estados Unidos, Uruguai e Vietnã.

Qual a diferença entre as duas categorias de Working Holiday Visa?

A categoria 417 é a mais simples e fácil de aplicar. Quem tiver nacionalidade desses países pode aplicar por conta própria no site da imigração e aproveitar um ano na Austrália. Já os aplicantes da categoria 462 deverão apresentar um pouco mais de documentos como: proficiência em inglês, carta de suporte do governo e nível educacional. Para aplicar para esse visto apenas cidadãos dos Estados Unidos podem aplicar online, outros países devem aplicar por correio.

Quanto tempo posso ficar na Austrália com o Visto de Working Holiday?

O primeiro visto dura um ano e se o aplicante fizer um trabalho específico regional ele poderá aplicar para mais um ano.

Quanto custa o Visto de Working Holiday?

Atualmente as duas categorias custam $440 dólares australianos.

 

Como faço para conseguir o segundo ano no Working Holiday Visa?

Todos os aplicantes desse visto deverão trabalhar em uma área regional por 88 dias ou três meses para conseguir seu segundo ano. A imigração disponibiliza as regiões que mais precisam de mão de obra em seu site oficial. Para a categoria 417 são diversas espalhadas pela Austrália, já para os da 462 as localidades são no norte do país. Eu por exemplo, fui fazer meus dias em uma região rural e acabei ficando 1 ano e meio. Pode parecer loucura, mas foi uma ótima forma de juntar dinheiro.

Onde encontro mais informações sobre Working Holiday Visa na Austrália?

Não há muita informação disponível em português, imagina quando cheguei na Austrália a 7 anos atrás. Uma agência sabendo da minha dupla nacionalidade me fez pagar por todos os serviços como se eu fosse aplicar um visto de estudante. Depois de muito tempo fui saber que não precisava de nada disso. O site da imigração australiana está todo em inglês, o que dificulta a vida desses brasileiros com dupla cidadania que não falam o idioma. Fiz um blog de viagens que começou a ganhar diversos seguidores em busca de informações sobre esse visto, afinal eu era a única a escrever sobre o assunto em português. Já ajudei centenas de brasileiros com dupla cidadania italiana, portuguesa, espanhola,  taiwanêsa, americana, luxemburguesa e muitos outros.

Ao ver a necessidade de tantas pessoas que querem vir com esse visto porém que não entendem ou falam inglês (assim como eu quando vim para a Austrália), decidi fazer um livro digital com toda informação importante para quem quer aplicar o visto. Um material completo, de fácil leitura e exclusivo. Nele divido toda minha experiência e respondo muitas dúvidas que circulam na cabeça de quem está a procura de informações sobre o Working Holiday Visa.

>> CLIQUE AQUI para acessar o ebook Tudo Sobre Working Holiday na Austrália

 

O que encontrarei nesse ebook?

☑️ Informações em português sobre o visto
☑️ Como aplicar o visto por conta própria
☑️ Preparativos para chegar na Austrália
☑️ Dicas úteis para sua chegada, passar pela imigração, achar acomodação e mais
☑️ Como achar emprego, sites úteis, como se comportar em uma entrevista
☑️ Trabalhar nas fazendas australiana
☑️ Morar em um hostel
☑️ Tudo sobre o Second Working Holiday Visa
☑️ Taxas e superannuation
☑️ e muito mais!

 

Está interessado no Working Holiday Visa?

Adquira aqui a sua cópia. Ele é vendido na Hotmart que é uma plataforma segura especialista em produtos digitais. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito, boleto bancário ou pelo Paypal.

Quanto custa?
$25 dólares (R$59.90) e pode ser parcelado em 3 vezes.

MAIS INFORMAÇÕES: Acesse o LINK ou visite o site likewanderlust.com

 


Deixe uma resposta