Posted on 3 Comments

Tudo o que precisa saber sobre o Visto de Working Holiday na Austrália | BRaustralia.com

Working Holiday na Australia

Working Holiday na Australia

Working Holiday na Austrália

Se você possui passaporte italiano, espanol, português, japonês (além de outras nacionalidades) conheça o Visto deWorking Holiday da Austrália, que apesar de ser um super simples de ser solicitado, ainda é pouco conhecido pelos brasileiros.

Todos sabemos que o Brasil é um país multicultural formado por imigrantes de todas as partes do mundo, e muitos brasileiros, com dupla ou mesmo tripla nacionalidade podem se beneficiar do Visto de Working Holiday australiano, que permite trabalhar temporariamente na terra dos cangurus enquanto você viaja pelo país!

Caso você também tenha passporte de outro país, além do brasileiro, descubra todas as vantagens deste visto e saiba como candidatar ao Working Holiday na terra dos cangurus.

Quem pode tirar o Working Holiday Visa australiano

O Visto é destinado à jovens entre 18 e 30 anos (a imigração está considerando mudar para 35 anos, porém ainda não há nada definido), o Working Holiday Visa dá direito aos seus aplicantes de ficarem por um ano na Austrália, trabalhar em tempo integral (facilitando a vida de quem busca um patrocinador para algum outro visto), curtir o melhor que esse lindo país tem a oferecer e ainda ter a possibilidade de aplicar para um segundo visto. Bom demais não é?

Países que podem solicitar Visto de Working Holiday

Infelizmente não é todo brasileiro que pode tirar esse visto, apenas os que têm dupla cidadania desses países:

Categoria 417: Alemanha, Bélgica, Canadá, Cipre, Coréia, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Holanda, Hong Kong, Irlanda, Itália, Japão, Malta, Noruega, Suécia, Taiwan e Reino Unido.

Categoria 462: Argentina, Bangladesh, Chile, China, Hungria, Indonésia, Israel, Luxemburgo, Malásia, Polônia, Portugal, São Marinho, Singapura, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Tailândia, Turquia, Estados Unidos, Uruguai e Vietnã.

Qual a diferença entre as duas categorias de Working Holiday Visa?

A categoria 417 é a mais simples e fácil de aplicar. Quem tiver nacionalidade desses países pode aplicar por conta própria no site da imigração e aproveitar um ano na Austrália. Já os aplicantes da categoria 462 deverão apresentar um pouco mais de documentos como: proficiência em inglês, carta de suporte do governo e nível educacional. Para aplicar para esse visto apenas cidadãos dos Estados Unidos podem aplicar online, outros países devem aplicar por correio.

Quanto tempo posso ficar na Austrália com o Visto de Working Holiday?

O primeiro visto dura um ano e se o aplicante fizer um trabalho específico regional ele poderá aplicar para mais um ano.

Quanto custa o Visto de Working Holiday?

Atualmente as duas categorias custam $440 dólares australianos.

Como faço para conseguir o segundo ano no Working Holiday Visa?

Todos os aplicantes desse visto deverão trabalhar em uma área regional por 88 dias ou três meses para conseguir seu segundo ano. A imigração disponibiliza as regiões que mais precisam de mão de obra em seu site oficial. Para a categoria 417 são diversas espalhadas pela Austrália, já para os da 462 as localidades são no norte do país. Eu por exemplo, fui fazer meus dias em uma região rural e acabei ficando 1 ano e meio. Pode parecer loucura, mas foi uma ótima forma de juntar dinheiro.

Onde encontro mais informações sobre Working Holiday Visa na Austrália?

Não há muita informação disponível em português, imagina quando cheguei na Austrália a 7 anos atrás. Uma agência sabendo da minha dupla nacionalidade me fez pagar por todos os serviços como se eu fosse aplicar um visto de estudante. Depois de muito tempo fui saber que não precisava de nada disso. O site da imigração australiana está todo em inglês, o que dificulta a vida desses brasileiros com dupla cidadania que não falam o idioma. Fiz um blog de viagens que começou a ganhar diversos seguidores em busca de informações sobre esse visto, afinal eu era a única a escrever sobre o assunto em português. Já ajudei centenas de brasileiros com dupla cidadania italiana, portuguesa, espanhola,  taiwanêsa, americana, luxemburguesa e muitos outros.

Ao ver a necessidade de tantas pessoas que querem vir com esse visto porém que não entendem ou falam inglês (assim como eu quando vim para a Austrália), decidi fazer um livro digital com toda informação importante para quem quer aplicar o visto. Um material completo, de fácil leitura e exclusivo. Nele divido toda minha experiência e respondo muitas dúvidas que circulam na cabeça de quem está a procura de informações sobre o Working Holiday Visa.

>> CLIQUE AQUI para acessar o ebook Tudo Sobre Working Holiday na Austrália

O que encontrarei nesse ebook?

☑️ Informações em português sobre o visto
☑️ Como aplicar o visto por conta própria
☑️ Preparativos para chegar na Austrália
☑️ Dicas úteis para sua chegada, passar pela imigração, achar acomodação e mais
☑️ Como achar emprego, sites úteis, como se comportar em uma entrevista
☑️ Trabalhar nas fazendas australiana
☑️ Morar em um hostel
☑️ Tudo sobre o Second Working Holiday Visa
☑️ Taxas e superannuation
☑️ e muito mais!

Está interessado no Working Holiday Visa?

Adquira aqui a sua cópia. Ele é vendido na Hotmart que é uma plataforma segura especialista em produtos digitais. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito, boleto bancário ou pelo Paypal.

Quanto custa?
$25 dólares (R$59.90) e pode ser parcelado em 3 vezes.

MAIS INFORMAÇÕES: Acesse o LINK ou visite o site likewanderlust.com

VEJA TAMBÉM: Tudo sobre como validar o diploma e reconhecer a sua profissão na Austrália

Posted on Leave a comment

TFN ou ABN? Afinal, qual é melhor opção ao Trabalhar na Austrália | BRaustralia.com

Trabalho na AUstrália, ABN e TFN

Trabalho na AUstrália, ABN e TFN

Trabalhar na Austrália  |  Motivo de grande dúvida entre muitos brasileiros que trabalham (ou pretendem trabalhar) na Austrália e muitas vezes leva a discussões acaloradas, afinal o que é melhor? Trabalhar com TFN ou ABN?

Enviamos aos nossas questões aos especialistas explicam as diferenças, vantagens e desvantagens de cada opção ao trabalhar na Austrália. Confira as respostas abaixo:

O que é o TFN e o ABN?

O TFN (Tax File Number) é o número de cadastro fiscal pessoal australiano, emitido pelo Australian Taxation Office (ATO) para cada contribuinte. É o equivalente ao CPF do Brasil.
O ABN (Australian Business Number) é o número de cadastro fiscal de pessoa jurídica na Austrália. É o equivalente ao CNPJ do Brasil.

Qual a diferença entre trabalhar com TFN e ABN na Austrália?

Explicando de maneira simplificada, trabalhando com o TFN a responsabilidade fiscal da retenção (pagamento) dos impostos sobre os valores recebidos é do empregador que deve realizar os descontos em folha de pagamento e repassar os valores ao fisco.
Já com o ABN o trabalhador é autônomo, cabendo a ele a responsabilidade de prestar contas com a “receita” australiana.

Qual é a modalidade mais vantajosa para os estrangeiros que trabalham temporariamente na Austrália?

Trabalhar com o TFN é mais vantajoso pois, nesta modalidade além do empregador ser o responsável pela coleta dos impostos,  é obrigado a realizar aportes à conta de Superannuation do trabalhador sendo que este valor poderá ser restituído depois que ele deixar a Austrália.  Os aportes de Superannuation são de aproximadamente 9,5% dos valores recebidos e NÃO são descontados do salário do trabalhador. Outra vantagem é a possibilidade de solicitar o reembolso dos impostos que foram descontados na Austrália.

Então é desvantagem trabalhar com ABN na Austrália?

Não diríamos que é uma desvantagem, porém para o perfil da maioria dos estrangeiros não é conveniente. Isto porque em muitos casos as pessoas não prestam contas ao fisco australiano acabando por acumular dívidas com o Governo, fato que pode gerar problemas no futuro (inclusive com imigração caso desejem pedir residência permanente ou naturalização na AUstrália, por exemplo).

Teria alguma dica ou conselho para os brasileiros que trabalham na Austrália?

O tema fiscal na Austrália, assim como na maioria dos países desenvolvidos é tratado com extrema atenção pelo governo, por isso é importante que os trabalhadores estrangeiros cumpram as regras para evitar dores de cabeça no futuro, apresentando suas declarações de imposto de renda e pagando seus impostos em dia.
Nos últimos anos, com o aumento global do fluxo migratório, os governos de vários países têm voltado muita atenção ao tema dos estrangeiros com problemas fiscais e a Austrália dos que já começaram a tomar medidas que atingem diretamente os estrangeiros.

Como solicitar o Tax return:

Para mais informações, fazer estimativa GRATUITA sem compromisso quanto poderá reembolsar ou preencha o formulário abaixo e um especialista entrará em contato com você para tirar todas as suas dúvidas e receber seu reembolso.

Como calcular reembolso do Tax Return:
Para mais informações, fazer estimativa GRATUITA da sua restituição ou para solicitar reembolso Clique Aqui.

Utilize nossa calculadora de reembolsos para saber sem compromisso quanto poderá reembolsar ou preencha o formulário abaixo e um especialista entrará em contato com você para tirar todas as suas dúvidas e receber seu reembolso.

calculo-pt



A Taxback.com oferece estimativas grátis de quanto você poderá reembolsar, sem pagamentos adiantados nem formulários complicados.

VEJA TAMBÉM: Saiba como Recuperar Impostos que podem estar retidos na Austrália

5 mitos sobre Superannuation para brasileiros na Austrália

10 coisas que você precisa sobre Tax Return, a Declaração de Imposto de Renda da Austrália


 

Posted on 5 Comments

Conheça o site que informa o salário da sua profissão na Austrália

©MQ2

SALÁRIOS NA AUSTRÁLIA: Segundo ranking publicado pela Revista Exame, a Austrália possui o maior salário mínimo do mundo. De acordo com o levantamento, o valor por hora do mínimo australiano é de A$18.50 (aprox. R$50/hora).

Mesmo assim sempre surge a dúvida sobre quanto o quanto se paga para uma determinada profissão.

Pensando nisso o payscale.com, site especializado em remuneração, oferece uma ferramenta de busca muito boa para quem deseja se informar, ou mesmo procura saber o valor do seu salário de uma profissão específica num outro país.


É bem simples, basta colocar o nome da sua profissão (em inglês), o local onde você procura emprego no buscador, e pronto!

Em alguns segundos você terá uma resposta detalhada da média salarial de uma determinada profissão num determinado país.

Para mais informações, acesse www.payscale.com

Descubra como Validar a sua profissão na Austrália

Os métodos de avaliação, e posterior reconhecimento da sua carreira, ou curso realizado fora da Austrália varia de carreira para carreira.

De forma geral, os testes podem incluir avaliação do seu diploma, cursos extra curriculares, publicações, seminários, análise do seu histórico, currículo vitae, nível de fluência no inglês (com apresentação de nota IELTS) entre outros documentos. O RPL também leva em conta sua experiência anterior obtida através de trabalho voluntário, emprego remunerado ou não remunerado.

Resumindo, para reconhecer uma carreira na Austrália será preciso:

• Documentação acadêmica comprovada pelo MEC (diplomas, histórico escolar, grades curriculares, etc)
• Experiência profissional na Austrália ou em qualquer outro país;
• Excelente capacidade de comunicação em inglês (nota IELTS);
• Conhecimentos sólidos técnicos e teóricos comprovada sobre normas, padrões e princípios da profissão.

Áreas que necessitam de registro para reconhecimento da profissão na Austrália

Profissões de conhecimento altamente específicos, nas areas de saúde; como medicina, enfermagem; nas áreas de engenharia e arquitetura e advocacia, entre muitas outras, exigem registros ou licenças específicas junto às entidades de classe, e por este motivo o processo pode ser um pouco mais burocrático (e demorado).

Todavia, ainda que o seu diploma seja aceito na Austrália, é provável que você ainda tenha que passar um determinado período em trabalho supervisionado.
CLIQUE AQUI, para solicitar orçamento para validação do sua profissão na Austrália

Pré requisitos para migração para Austrália

Se a sua profissão aparece na lista e você tem planos de imigrar para a Austrália você deve:

  1. Homologar o processo de reconhecimento da sua profissão e validar o seu diploma na Austrália;
  2. Tradução Certificada NAATI dos seus documentos e para imigração;
  3. Possuir um bom domínio do inglês
  4. Encontrar alguma empresa disposta a ser sua sponsor no processo de migração.

Trabalho durante o intercâmbio na Austrália

Alguns vistos, como o de Estudante, permitem que o seus portadores exerçam função remunerada, por até 40 horas por quinzena. Se você deseja trabalhar enquanto você estuda esse visto é ideal para você, pois além de ajudá-lo a ganhar algum dinheiro enquanto aprende ou desenvolver o idioma, a experiência de trabalho em outro país pode ajudar a enriquecer o seu currículo.

Mesmo se você ainda não domine o idioma, é muito comum estudantes com nível intermediário de inglês exercerem funções nas áreas de hospitalidade; auxiliando na cozinha de restaurantes, em limpeza, entregas, entre outras profissões, e os salários nestas áreas costumam variar entre 14 a AU$ 21 uma hora.

Condições de Trabalho na Austrália

Vale também lembrar que todos os trabalhadores têm direito a remuneração e as condições mínimas de conforto e segurança, além de direitos básicos e proteção, coberta por leis federais e estaduais.

Qualquer discriminação é ilegal seja por raça, cor, sexo, orientação sexual, idade, deficiência física ou mental, estado civil, gravidez, religião, opiniões políticas, filiação ou não filiação a um sindicato, ascendência nacional ou origem social.
No entanto é sempre aconcelhável buscar o máximo de informação sobre a empresa antes de começar a trabalha.
Busque conheça os seus direitos, deveres e responsabilidades no local de trabalho.

Profissões em alta demanda

Muitas empresas australianas encontram dificuldade para preencher cargos, especialmente na área de Tecnologia da Informação. Profissões como engenheiros de software, analistas entre outas profissionais de TI encabeçam a lista de busca e a falta de competências em ciência, tecnologia, engenharia e matemática tem causado muito problema para as empresas.

Sydney tem a maior proporção de ofertas de emprego, com uma estimativa de 14,4% das ofertas de emprego que tomam três ou mais meses para preencher.

VEJA TAMBÉM: Tudo sobre como validar o diploma e reconhecer a sua profissão na Austrália

Descubra todas as vantagens de estudar e trabalhar na Austrália
Solicite consulta personalizada com um especialista em imigração australiana!
>> CLIQUE AQUI


estudar e trabalhar na australia


>> BRaustralia no seu email
Cadastre-se grátis e receba conteúdo exclusivo, dicas e promoções por email.
 É rápido, fácil e de graça  |   
ASSINE JÁ!

Dúvidas, dicas, perguntas ou sugestões?
Favor, deixar comentário, abaixo.

//